quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Sapatilha de ponta - Fitting


Falei na minha aula de ontem que faria um tutorial de como usar corretamente a sapatilha de ponta.

Enquanto não gravo um vídeo meu fazendo isso, aqui vão algumas dicas que os especialistas dão para facilitar a vida de quem usa esse tipo de sapato para a dança. A maior parte foi tirada do Guia de Fitting da Gaynor Minden, que você pode baixar aqui (em inglês).


Comprando sua sapatilha

Há algumas formas de saber se a ponta é a ideal para o seu pé. Chamamos de fitting, que nada mais é do que experimentar mesmo.

Siga alguns passos durante a prova para verificar se a sapatilha se ajusta ao seu tipo de pé.

  • Plié em segunda posição - Permaneça em segunda posição e faça um grand plié. Isto colocará seu pé em sua posição mais longa - como na aterrissagem de um grande salto. O grand plié deve ser mais baixo que o normalmente feito em sala de aula. Para este ajuste, não esteja preocupado com aparência ou técnica perfeita. Se seus dedões do pé estão apenas tocando o fim da caixa, sem senti-los esmagados ou com dor, então o comprimento está correto. Se seus dedões do pé não tocam o fim da caixa, a sapatilha é muito grande. Se existe pressão dolorosa nas pontas de seus dedões do pé então a sapatilha é muito pequena ou muito larga. Confirme o comprimento no próximo passo.


  • Belisque o calcanhar - Deixe seu pé na ponta mas sem colocar o peso. Você deve ser capaz de beliscar 1/4 de polegada na parte superior do calcanhar, para assegurar que existe espaço suficiente para os dedões do pé quando subirem na ponta e quando estiver de pé. Se você pode colocar um dedo inteiro atrás do calcanhar é quase certamente muito grande. Se você não pode beliscar qualquer material é poque está muito pequeno.


  • Verifique a caixa e largura - A frente da sapatilha deve ser justa mas confortável, não tão apertada que apareçam protuberância de joanetes ou outras extremidade na parte dura da caixa. Com um ajuste perfeito a borda da parte dura da caixa não mostra protuberâncias pelo cetim. A sapatilha deve ser tão justa que será impossível deslizar um dedo na sapatilha para os lados ou para o topo do pé.


  • Verifique colocação, altura de gáspea e dureza de palmilha - Quando subir na ponta você deve estar "acima" da plataforma, não ser contido. O arco da sapatilha deve ajustar no arco de seu pé. O equilíbrio na ponta deve ser maravilhosamente fácil. Se você achar que está sendo contido, pode tentar uma gáspea mais baixa(tendo certeza que as juntas e joanetes são totalmente cobertos) ou uma palmilha mais flexível. Se você sentir que seu pé está "indo muito longe", pode tentar uma altura de gáspea maior ou uma palmilha mais dura.

Exemplos de caixa muito pequena, caixa ainda pequena e uma caixa perfeita.


Fita e elástico

Depois que o primeiro par de pontas foi selecionado, e só depois que este par tenha passado pela aprovação do professor, chega a hora de costurar as fitas e os elásticos. Isto deve ser feito pelo estudante, com ajuda de um adulto somente quando necessário. Um estudante que seja maduro e responsável o suficiente para começar o trabalho de pontas deve também aceitar a responsabilidade de prepará-las e de importar-se com elas.

  • Costurando as fitas

Duas fitas cor-de-rosa de cetim (cada uma medindo mais ou menos 50 cm) são necessárias para cada sapatilha de ponta. Esta fita é brilhante em um lado e áspera no outro. O lado áspero será colocado para dentro (de encontro ao pé) para ajudar a firmar a sapatilha.

1) Pegue a sapatilha e dobre o salto (a parte de tecido que envolve o calcanhar) para frente, em direção à sola. Coloque a fita dentro da sapatilha, logo depois da dobra do salto, e marque levemente a sapatilha com uma caneta ou um lápis.


2) Para certificar-se do acerto na marca, observe se ela está próxima da costura lateral da sapatilha (aquela que todas têm). A marca deve estar ou no meio da costura ou um pouco antes dela, em direção ao calcanhar.

3) Ao costurar, não se esqueça de que o lado brilhante da fita deve ficar para fora. Costure sempre no contorno da fita. Atravesse toda a espessura da fita, mas somente o forro branco da sapatilha. Os pontos não devem atravessar o cetim.

4) É bom também "entortar" um pouco a posição da fita, deixando-a na diagonal, já que essa é a posição de amarrar as fitas. Tenha também o cuidado de não costurar o elástico da sapatilha, porque isto impedirá o ajuste apropriado. Você saberá que furou o elástico se for difícil puxar a agulha na volta da costura.


5) Para impedir que as fitas desfiem, ponha fogo em suas extremidades (mas muito rapidamente, e bem pouquinho!). Cuidado: isto deve ser feito somente por um adulto. Também pode-se passar esmalte para evitar tal fato.

  • Costurando o elástico


O comprimento de elástico depende muito da sua elasticidade e do tamanho do seu pé. Normalmente, usam-se uns 12 cm para cada sapatilha. O elástico deve estar razoavelmente apertado (mas não o bastante para parar a circulação!). Comece da mesma maneira que começou para fixar as fitas: dobrando o salto em direção à sola. Dessa vez, coloque o elástico mais perto do calcanhar, e não na direção dos dedos. Na costura deste, também deve haver um pequeno ângulo de inclinação. Não se esqueça de não costurar através do cetim da sapatilha, assim como nas fitas.

Durante o uso da ponta, o dançarino deve sempre verificar suas fitas e elásticos, e ajustá-los se for preciso, antes que se desgastem de vez e rasguem.

Amolecendo a sapatilha

Observação importante antes de iniciar: as sapatilhas de ponta não devem ser amolecidas em casa sem a permissão do professor!

As pontas novas são, normalmente, bastante desconfortáveis. Para deixá-las melhores para o uso, algumas pessoas amolecem suas sapatilhas antes de usá-las propriamente. Para estudantes novos, esse amolecimento deve ser feito sempre sob a supervisão do professor.

1) A caixa da sapatilha (parte onde há o gesso) precisa ser "amassada" e moldada para encaixar-se à forma de seu pé. A sapatilha pode ser colocada no lado da dobradiça de uma porta resistente - entre a porta e sua moldura. A porta é então delicadamente fechada, pressionando a ponta e alargando a caixa. Um outro método é colocar as sapatilhas no assoalho e amassá-las (pisando diretamente na caixa) com o seu pé.

2) Dobre a sola no lugar onde ela se encaixa na forma do seu arco do pé. Isto deve ser feito quase no fim da sola - NÃO NO MEIO! Para fazê-la flexível, é às vezes necessário dobrá-la para a frente e para trás diversas vezes, até que se dobre facilmente.

3) Tente subir em cada sapatilha, para ver se estas já estão suficientemente moles. Se existir uma brecha em torno dos lados do pé, puxe o elástico para um melhor ajuste. Tenha cuidado para não puxar muito. Amarre as cordas em um nó e tenha o cuidado de dobrar as pontas para dentro, escondendo-as.

4) Ponha as sapatilhas no chão, amarrando as fitas corretamente. Ande ao redor na maior meia-ponta possível. Isto será difícil e doloroso no início, já que a ponta ainda está dura. Mas a maior flexibilidade que os ajustes permitirem tornarão a ponta muito mais confortável para as aulas.

CUIDADO: Esta etapa de amolecer as sapatilhas é muito importante, mas não deve ser tentada em casa sem a permissão do professor.


Como amarrar a fita da sapatilha


Existem algumas formar de fazer isso, de acordo com cada escola em que se estuda.

Eu aprendi a amarrar a fita na escola da D. Toshie Kobayashi, e assim aprendemos também para os exames da Royal. Começa-se com a fita do lado externo do pé, e o nó fica do lado de dentro. Acho que fica um acabamento muito bonito e firme.

1. Passe a fita do lado de fora por cima do tornozelo, dando uma volta passando o restante por baixo da fita.

2. Passe a fita no lado de dentro por cima do tornozelo dando duas voltas e amarre o restante da fita.

3. Faça um nó na fita e esconda a ponta por baixo da fita que está no tornozelo.

15 comentários:

Lucienne disse...

Ana, demais esse post - parece feito especialmente para mim! Agora vou decorar como amarrar as sapatilhas! Ainda vou tentar a minha Partner Capezio um par de aulas - se não der mais, vou fazer um fitting com uma sola mais mole. Estou gostando de brincar de ponta! :) Bjs, Lu

Rafaella disse...

Ana vc tem um blog???

Que legal!!!!

bjinhus

Ana Yazlle disse...

Oi, Rafa! Me achou? Hehehe.
Deu certo a Gaynor?
Bjos.

Anônimo disse...

Muito bom! adorei saber d tdo isso. Mas... é emlhor por a fita ou o elástico primeiro? Kda site diz uma coisa!

Ana Yazlle disse...

Oi! Não é sempre que faço assim, mas o ideal é colocar o elástico primeiro, prendendo com a costura aquele cordão que a gente puxa na parte da frente da sapatilha. Ou seja, você prega o elástico e já prende esse cordão, só depois puxa na frente. Isso faz com que você deixe a parte do calcanhar sem franzir e machuque menos. Espero que tenha ajudado!

Anônimo disse...

Oi Ana, estou fazendo um fitting pelo site da Gaynor, e lá eles dizem que as sapatilhas Gaynor não necessitam o uso de ponteiras. Dá mesmo para usar sem ponteiras? Pois fico com medo de pedir do tamanho exato do meu pé e não conseguir usar. E se caso precise sim das ponteiras, as sapatilhas devem ser 1 ou 1/2 número maior que os pés?
Beijos e obrigada!
Daniela

Ana Yazlle disse...

Oi, Daniela. Olha, se vc não usa ponteira com outra sapatilha de ponta, pode tentar sem ela com a Gaynor também. Mas não é regra. Se você usa ponteira, acho melhor continuar usando, pois a sensação dos dedos no chão permanece na Gaynor (principalmente se você optar pelo box 4, que deixa seu pé "descer" mais em direção ao chão). O tamanho é muito relativo. Já vi gente fazendo o fitting sem experimentar e depois ter que vender a sapatilha, então recomendo MUITO que você experimente uma mesmo. Tente com as das amigas, da escola ou de lugares que façam isso, mas sinta ela no pé antes de arriscar, ok? Beijo e obrigada pela visita.

Anônimo disse...

Oi Ana, Muito obrigada ppor ter respondido tão rápido! Ok, seguirei teus conselhos antes de adquirir uma gaynor: Vou sentir uma no pé primeiro!
Beijos!
Daniela

Beatriz Araújo Carvalho disse...

Ana, tenho 11 anos e acabei de comprar a minha sapatilha sendo que eu entrei no ballet esse ano, mas ja fazia na escola. Minha mãe não quer deixar eu ficar na ponta em casa, por causas da fraturas que pode ocorrer.
Mais por ser a minha primeira sapatilha vem a "tentação" de calçar e ficar na ponta! rsrs
Você tem alguma dica, para acabar essa vontade de não sair mais da "ponta do pé"
E você tem uma dica para minha quebrada de pé e minha ponta ser muito bonita?
Obrigada, Beijos.

Ana Paula Serafim disse...

Oie!!Eu tambem tenho 11 anos e acabei de pegar minha sapatilha de ponta!!é muito legal subir na ponta mas minha mãe disse que se ficar subindo na ponta direto pode machucar o pé porque eu ainda não sei subir na ponta direito,é verdade?

Ana Yazlle disse...

Beatriz e Ana Paula, a mãe de vocês tem razão. No começo é melhor subir nas pontas com acompanhamento de um professor. Só ele pode te dizer exatamente qual a melhor maneira de usar a sapatilha sem se machucar. Meu conselho para matar essa vontade: façam mais aulas de ponta! ;)

Anônimo disse...

oi Ana,comprei a gaynor recentemente mas ela faz calo toda hora no meu calcanhar,eu costurei o elástico por fora dela no calcanhar,você acha que pode ser por causa disso? tem alguma dica para resolver minha situação? obrigada

Luana Chevard disse...

Oi Ana! Acabei de comprar minha sapatilha de ponta, Ela ficou muito apertado Com a ponteira mais sem a ponteira ficou normal. Não sei o que fazer, pq quando estou Com a ponteira mal consigo andar pq além de doer no calcanhar por ser apertada sinto que meus dedos principalmente o dedao estar virado não estar normal quando estar sem a ponteira. O que devo fazer, trocar seria o melhor caso?

Luana Chevard disse...

Oi Ana! Acabei de comprar minha sapatilha de ponta, Ela ficou muito apertado Com a ponteira mais sem a ponteira ficou normal. Não sei o que fazer, pq quando estou Com a ponteira mal consigo andar pq além de doer no calcanhar por ser apertada sinto que meus dedos principalmente o dedao estar virado não estar normal quando estar sem a ponteira. O que devo fazer, trocar seria o melhor caso?

Anônimo disse...

Oi Ana tenho 13 anos e comecei a fazer aulas de ballet no final do ano passado já fazia quando era pequena mas só aulinhas de escola até os dez anos ganhei uma sapatilha de ponta de natal e ando com ela pela casa ainda não tenho ponteira e nunca tive nenhuma aula de ballet com ela. A sapatilha fica perfeita no meu pé e eu já consigo dar piruetas nelas mas vi em uns sites e diziam q eu deveria parar oq vc acha? Só quero sua opinião sendo q ballet é minha paixão e não vou parar de tentar ficar na ponta tenho peso ideal , mas não sei se minha professora vai deixar eu começar a praticar a ponta bjs. Alice