sexta-feira, 30 de março de 2012

Black Swan

Na semana passada, como eu tinha comentado, dancei num evento grande daqui de São Paulo. A Inoar, marca show de produtos para cabelos, me convidou para fazer o Cisne Negro. Aí contei com a coordenação e preparo da Cris Shimizu, que me ensaiou junto com uma bailarina que revezou comigo e o Welton, nosso partner. Fizemos o pas-de-deux e, como referência ao filme com a Natalie Portman, usamos a maquiagem famosa dela. Foi mais que legal e adorei ver que não só a gente estava ali dançando, mas vários estandes levaram bailarinos de todas as modalidades. Muito legal o espaço! Fora que nos divertimos por lá e ainda fiz uma escova de óleo de argan perfeita, pra alisar minhas peninhas pretas do cisne. Já pode querer de novo?



segunda-feira, 26 de março de 2012

Audrey

Uma das figuras mais icônicas do cinema, para mim, é Audrey Hepburn. Quando vi suas fotos de bailarina, isso explicou tanta coisa.




O ballet foi o grande impulsionador da carreira de Audrey, que começou a aprender a dança na Holanda, em meio à guerra. Nesse cenário, dizem que a jovem Audrey participava de espetáculos clandestinos para levantar fundos contra a guerra (ela participava da Resistência) e levava mensagens escondidas na sapatilha. Pausa para achar isso o máximo.

Quando a guerra terminou, ela se mudou com a mãe para a Inglaterra e lá frequentou a escola de Marie Lambert. Muito alta e magra, disseram que jamais poderia ser uma prima ballerina. Por isso sua carreira tomou outro rumo e Audrey tornou-se corista e começou a participar de filmes e musicais.

A bonequinha de luxo hoje faria sucesso no Marinsky e, se você também curtiu isso, clique aí.



sexta-feira, 23 de março de 2012

ROH

IN-PER-DÍ-VEL o canal da Royal Opera House no YouTube: http://www.youtube.com/royaloperahouse Tem ensaio e bastidores ao vivo HOJE, AGORA, RIGHT NOW, em streaming. Mais informações pra delirar, aqui: http://www.roh.org.uk/
Tem como não amar?

Evento

Bailarin@s, aqui estou eu com meus novos projetos. O grupo de dança está superanimado, coreografia bem encaminhada e as meninas começando a ensaiar suas variações e conhecer um pouco mais do ballet clássico de verdade. A minha vida é beeeeem corrida, e por isso mal tive tempo de divulgar o evento em que vou dançar amanhã e domingo. Também porque é um segredinho. Trabalhei este mês num ballet lindo e que veio do jeito e na hora certinha da minha vida. Mas só vou contar depois da estreia, tá? Quem quiser acompanhar, me segue aí no Twitter!

PS: para quem quer saber do grupo de dança dos sábados: Danz'Arte - www.danzarte.com.br - (11) 3831-2788 - São Paulo

PS2: quem estiver na Hair Brasil amanhã: tcham, tcham!!!!

quinta-feira, 15 de março de 2012

Romeu e Julieta

Estou simplesmente encantada com a temporada da Royal Opera House que está passando no cinema, como já falei aqui. Mas parei pra pensar especificamente no que eu chamaria de carro-chefe (para mim, of course) dos espetáculos que vão passar no cinema: o ballet Romeu e Julieta. É Shakespeare. É Prokofiev. É a Royal. É ao vivo, gente! Vamos aos detalhes? O ballet foi criado (com estreia em 1965) a partir da famosa obra do dramaturgo inglês e conta a história dos dois adolescentes filhos de famílias rivais (Montechio e Capuleto), que se apaixonam e são obrigados a se separar. Ah vá, certeza que todo mundo conhece a história.


Ana Botafogo e Marcelo Misailids
A primeira vez que assisti a esse ballet foi com Ana Botafogo e Marcelo Misailids e chorei horas seguidas com a famosa cena do balcão. Nunca imaginei que poderia ver isso um dia no cinema, só que sem ser filme. Existem montagens lindas e a que o Cinemark está trazendo faz parte do repertório do The Royal Ballet. Frederico Bonelli interpreta Romeu e Lauren Cuthbertson é Julieta. O balé tem três atos e cenografia tem um quê a mais: foram utilizados os cenários originais renascentistas, restaurados recentemente.

A cena do balcão


Poder ver um espetáculo dessa grandeza, com a Royal e esse elenco, ao vivo, é muito legal. Imagine você ali na poltrona do cinema e ao mesmo tempo a bailarina tascando um beijo no Romeu? É muita emoção! Acho que eu choraria tudo de novo. Eu e todo mundo que acredita nesse tipo de amor.
Cinemark / Divulgação



Todas as apresentações serão exibidas com projeção 2k (High Definition), áudio 5.1 e legendas em português (no caso das óperas). Os ingressos podem ser adquiridos no site (www.cinemark.com.br) ou na bilheteria dos cinemas. Os valores são R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) ou R$ 25,00 (meia) para cidades onde a inteira é R$ 50,00. Precinho mais que amigo, hein?

O ballet “Romeu e Julieta” será exibido ao vivo no dia 22 de março (única apresentação e a última de dança da temporada), às 16h15 (horário de Brasília), nos cinemas dos complexos de doze cidades brasileiras – Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Manaus (sessão às 15h15, no horário local), Porto Alegre, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, Santos, São Paulo e Vitória.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Mais Paquitas

Achei o canal do ballet jovem de Portland e gostei bastante da remontagem de Paquita. As bailarinas são "pessoas normais", estão longe da perfeição, mas me pareceu um trabalho bem feito.
As variações mudam de companhia pra companhia (notem que nesta versão não há a "Paquitinha" que já postei aqui). Na de Portland são 7, contando com a do rapaz. Em outras remontagens, podem ser 9.
Coloquei somente as partes do corpo de baile e variações (pulei o pas-de-deux - deixemos para um post só sobre o assunto).
Mas o mais legal é que dá pra aprender ser medo, não acham?

Entrada


Segue o pas-de-deux

Volta o corpo de baile


Variação 1


Variação 2


Variação 3


Variação 4


Variação 5


Variação 6 - é para o rapaz

Variação 7 (é a da primeira-bailarina)


Final