terça-feira, 18 de agosto de 2009

Escolas de Ballet em São Paulo

Um guia de links e endereços para ajudar quem está procurando bons lugares para aprender a dançar ballet.
Separei aqueles que conheço pessoalmente, aqueles recomendáveis e os mais premiados em festivais de dança.

Primeiramente, as escolas onde dou aula de ballet para adultos:

  • Danz'Arte - Também faço a aula de avançado da Cris Shimizu. Tudo de bom, uma das melhores aulas que já fiz, amo!
  • Espaço Solus - Recém-inaugurada, escola linda, com aulas especiais, como a que mistura yôga com ballet.

Bom, agora vou falar um pouco das escolas onde fiz muita e muita aula, por isso posso dizer o quanto são boas.

  • Escola de Ballet Toshie Kobayashi - Era a minha casa em São Caetano do Sul. Sério, às vezes eu dormia lá. Dona Toshie é uma querida, uma inspiração e tudo mais que eu puder falar de bom dela. Infelizmente a escola encerrou suas atividades há algum tempo, mas para a minha felicidade encontrei minha mestra querida na frente (isso mesmo) da minha casa há alguns meses, bem aqui: Ballet Cisne Negro.
  • Pavilhão D - A casa de Ricardo Scheir, um grande cara. O Pavilhão dispensa apresentações. E a escola forma talentos que hoje nem estão mais no Brasil para contar a história. Merecidamente premiado nos maiores festivais de dança do Brasil e do mundo. Sim, NY, Lausanne e companhia conhecem o trabalho do Ricardo, um querido.
  • Fama Ballet - Betina, diretora dessa escola, assim como Cris Shimizu, Lia Salibi, tia Rosana, Ana Missaka e a saudosa tia Miti, é cria da D. Tohie. Na escola dela peguei a matéria fresquinha do Grade 8 da Royal, que fui uma das primeiras a fazer aqui no Brasil.
  • Núcleo de Dança Nice Leite - Ilara Lopes - Foi na escola da Ilara que fiz o exame de Majors da Royal. Para mim, além do nervosismo todo, tinha aquela coisa de ver a lendária Ilara ali com seus gatos. Linda!
  • Ballet Stagium - O Stagium é a companhia de dança brasileira de que mais me lembro, apesar de tantas outras terem surgido depois. Ali é possível fazer aulas e trombar com gente famosa como Márika Gidali e Décio Otero.

Além disso, tive vários professores que merecem um destaque, porque simplesmente são os melhores:

  • Eduardo Bonnis - tio Edu, que encontrei lá em Ourinhos, onde dá aula para a companhia. É nosso Balanchine brasileiro.

Ah, mas nada disso teria funcionado sem meu dia a dia ralado, suado e supervisionado pela Fátima Barbosa, do Ballet Isabel Gusman, em Assis, de onde eu vim. Foi ela que me apresentou esse mundão de dança aí de cima. E é ela que ainda me acompanha, mesmo que de longe, em todos os meus passinhos e grandes saltos.

Bom, e para finalizar, algumas escolas que não conheço pessoalmente, mas que são reconhecidas e premiadas nos maiores festivais de dança do país. Vira e mexe a gente ouve falar delas e basta dar uma olhada nos currículos de quem dá aula nelas para ter uma noção da qualidade. Desculpe se me esqueci de alguém e adoraria ter a opinião de quem frequenta estas escolas.

8 comentários:

Mayra Triveloni disse...

fico simplesmente encantada com suas histórias. estou a caminho de conhecer um pouquinho desse universo. valeu pela inspiração

Marcia - Company Ballet disse...

Oi Ana

Meu nome é Marcia Leite e sou diretora artística da Company Ballet. Adorei ler seu texto sobre os metodos (escolas) do ballet clássico. Excelente!
Foi tb uma surpresa muito boa ler o nome da Company na relação das escolas de SP. Obrigada pela lembrança.
Aproveito pra convidá-la a conhecer nossa escola e fazer aulas caso queira.
Até breve,
Márcia

Anônimo disse...

Recomendo ampliar os conhecimentos de seus leitores atraves de nossa publicação:

Guia das escolas de dança...

dancabrasil.com.br

Anônimo disse...

Olá eu sou bailarina também e gosto muito do seu blog, acho ele muito bacana e tem informações muito importantes para quem é bailarina(o)! e gostaria de pedir sua ajuda para poder divulgar o site da acadêmia que eu faço ballet ... agradeço desde já! aqui vai o site: http://vanessadestro.wordpress.com/

beijos, Naira

luiza brito disse...

Olá! eu quero muito fazer aula de ballet, mas não sei qual escola que tenha um plano de carreira.. Voce pode me ajuda?

Boa noite!

Natália Thais - Fundação das Artes disse...

Olá!

Primeiramente quero dar Parabéns pelo trabalho do blog.Acabei encontrando ele por acaso, enquanto procurava por uma informação para minha Iniciação Científica, simplesmente ADOREI!!
Sou bailarina da Fundação das Artes, e ganhadora na categoria de Grand Pas de Deux Avançado de Harlequinade no 29º Festival de Dança de Joinville. Nosso trabalho foi árduo e a dedicação de nossos professores foi muito grande. Vi que minha escola foi citada por ser reconhecida e premiada em festivais por todo o país. Para mim foi uma grande surpresa!!! Muito obrigada pela lembrança e reconhecimento do nosso trabalho, e muito além... Falando pela minha pessoa e que representa a escola, obrigada pela valorização pelo meu trabalho quanto bailarina! Bom Dia!

Nicole Lee disse...

Oii! Parabéns pelo blog, gostei muito!

Eu fiz ballet na Paula Castro por três anos; achava demais, mas percebi que não era tão boa. No começo é algo pras meninas poderem usar uma fantasia bonitinha (e caríssima) e "dançarem" em um palco... É o que tenho para dizer dos primeiros anos. Não fiz os mais avançados, mas pelas apresentações, não era tão diferente.
Depois disso consegui passar na audição da Escola de Dança de São Paulo, que tem uma parceria com o Theatro Municipal. É municipal e fica no centro, o que pode ser uma desvantagem por causa das manifestações e tal, mas wow.... Não tem comparação. Tem a formação completa do bailarino, com clássico, contemporâneo, moderno, pilates pra fortalecer os músculos... E pros adultos, tem Curso Livre (o programa de formação vai do 1° ao 9° ano, com alunos de 8 a 20 anos). Enfim. É difícil entrar, mas pra quem conseguir, não desperdice sua chance!

Tânia disse...

Podia indicar uma escola para adultos? Não tive a sorte de aprender quando criança e agora, já adulta tenho muita vontade... bjs